Claudinei Ferreira Advocacia
 
Claudinei Ferreira Advocacia 35 3425.0059 | 35 98868.0059
 
 

Arquivo de Notícias

 
Claudinei Ferreira Advocacia
 
 

A importância da revisão e recuperação de créditos previdenciários em tempos de crise financeira


Em meio à presente crise financeira no Brasil, houve considerável redução da atividade econômica e na rentabilidade das empresas, que certamente são algumas das causas de inadimplência junto ao Fisco. Dessa forma, mais do que nunca, as empresas buscam cortar custos para estabilizar sua saúde financeira.

Nesse momento, vale ressaltar a lição aprendida com Sam Walton (Walmart) e adotada por Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira (grupo 3G Capital): Custo é como unha. Tem de cortar sempre.

De fato, os custos devem ser reduzidos a fim de preservar a empresa. Contudo, muitas empresas desconhecem que possuem elevados créditos tributários em decorrência do regular exercício de suas atividades.

Nesse cenário, tais créditos são verdadeiros tesouros. Nada mais atraente do que somá-los ao caixa da empresa ou compensá-los.

Com isso, ressalta-se a importância da revisão e recuperação de créditos tributários. Diante da complexidade da legislação tributária, é comum sejam realizados recolhimentos a maior pelas empresas em favor do Fisco. A revisão dos recolhimentos desses créditos tributários, efetuados pela empresa nos últimos 5 (cinco) anos pode representar excelente oportunidade de economia fiscal e de redução de custos, bem como o planejamento para reduzir a carga fiscal para o futuro.

Se a revisão e recuperação de créditos tributários não é habitualmente utilizada, então a recuperação de créditos decorrentes de contribuições previdenciárias, famigerado INSS, é menos ainda, tendo em vista que essas valiosas informações estão concentradas exclusivamente nas áreas de Recursos Humanos das empresas.

Para otimizar os recursos financeiros, os créditos previdenciários podem ser compensados com futuros lançamentos tributários ou restituídos ao caixa. São as denominadas contribuições previdenciárias patronais e as destinadas ao sistema “S”. Juntas, essas contribuições representam cerca de 30% sobre o valor total da folha de salários.

Portanto, considerando o elevado valor envolvido que pode ser recuperado, a revisão e recuperação de créditos previdenciários se mostra de forma bastante eficaz às empresas, contribuindo para uma adequada gestão de custos em tempos de crise financeira.

Por Henrique Wagner de Lima Dias

Fonte: tributario.com.br


Notícia publicada em: 03-08-2016

 
 
VOLTAR
 
Claudinei Ferreira Advocacia
 
Claudinei Ferreira Advocacia Claudinei Ferreira Advocacia Claudinei Ferreira Advocacia
 

cadastre-se para receber nossos e-mails

 

©2018 Claudinei Ferreira Advocacia - Todos os Direitos Reservados

O Escritório     Áreas de Atuação     Advogados e Parceiros     Responsabilidade     Fale Conosco